Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 14/11/2017 às 19:56:00
Vereador afirma que evento do Festival de Dança com homem nu dentro de uma bolha contou com recursos municipais
A afirmação é negada pela organização do Festival e pelo próprio Secretário de Cultura.

A apresentação do Festival de Dança de Londrina, na beira do lago Igapó, ainda está rendendo polêmicas.

Durante o evento a Polícia Militar precisou ser acionada  porque o artista curitibano Maikon K, ficou nu dentro de uma bolha de sete metros, o corpo do ator estava coberto apenas com uma camada gelatinosa.

O vereador, Filipe Barros, fez um pedido de informação sobre os custos do evento, ele afirma que foram empenhados recursos do Programa Municipal de Incentivo a Cultura – Promic. Ainda de acordo com o vereador para o Festival foram disponibilizados R$ 96 mil, algo que segundo o parlamentar havia sido negado pelo Secretário de Cultura. O vereador diz que o Secretário de Cultura é desinformado por afirmar não saber do teor da apresentação.

Filipe Barros, disse que ainda que vai convocar o Secretário de Cultura, Caio Cesaro, para dar esclarecimentos no plenário da Câmara.

O Secretário de Cultura, Caio Cesar, confirmou que houve repasse de R$ 96 mil do Promic para o Festival de Dança de Londrina, porém isso não significa que esses recursos tenham sido usados no espetáculo que gerou toda a polêmica.

O secretário de Cultura disse que não sabia do teor da apresentação mesmo, e que a responsabilidade é da organização de cada Festival.

De acordo com a diretora do Festival de Dança, Danieli Pereira, os recursos empenhados nesse evento em específico são de outros patrocinadores. O Festival em si recebeu recursos do Promic, mas para esse evento não foram gastos esses recursos.

Após a polêmica a organização do evento esclareceu que foram disponibilizados avisos nas vias próximas a apresentação de que ocorria um evento com nu artístico e que o espetáculo já circula em apresentações pelo País, sendo aconselhável para maiores de 16 anos. 

Veja também
17/01/2018
Secretaria Estadual de Educação investiga construtora que abandonou obra de escola
Contrato de quase R$ 1 milhão foi assinado em 2013 e previa a entrega da ampliação do Colégio Castaldi em cinco meses, mas até hoje a obra não foi concluída.
17/01/2018
Desembargador suspende pagamento do IPTU de três contribuintes londrinenses
Advogado do grupo acredita que decisão do Tribunal de Justiça é um indicativo de que ações semelhantes também podem ter sucesso no judiciário.
17/01/2018
Prefeitura espera que segunda fase de pavimentação asfáltica seja iniciada até março
Atualmente os trabalhos seguem no primeiro cronograma no Conjunto Ruy Virmond, com a micropavimentação região norte de Londrina.
17/01/2018
UEL oferece 450 vagas para cursinho pré-vestibular de graça
Para participar do processo seletivo é preciso passar por duas etapas a socioeconômica e um prova de conhecimentos gerais.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.