Londrina - AO VIVO
Manhã da Globo:
Julio Cesar
Ouvir
Publicado em 10/10/2017 às 19:41:00
Vereador afastado da presidência da Câmara de Cambé dobrou orçamento e aumentou salários de cargos comissionados
A informação é do Portal da Transparência do município. Vão ser gastos quase R$ 10 milhões no pagamento de vencimentos de até R$ 17 mil e na construção de uma nova sede.
Vereador afastado da presidência da Câmara de Cambé dobrou orçamento e aumentou salários de cargos comissionados

Pela lei, aprovada antes de o vereador Paulo Soares ser afastado da presidência da Câmara Municipal de Cambé pela Justiça, a previsão de orçamento para o Legislativo em 2018 praticamente dobrou, indo de R$ 4,7 milhões para R$ 9,5 milhões. Boa parte dos recursos, segundo o projeto, vai ser usada na construção de uma nova sede para a Câmara. Mas o que mais chama a atenção na proposta é o aumento no número de cargos comissionados e o reajuste nos valores dos salários destes servidores, que são nomeados pelos vereadores. Agora, com a lei, o presidente da Câmara de Cambé vai poder ter, por exemplo, até 20 assessores de gabinete, além dos cargos que cuidam da dia a dia do Legislativo, como o diretor e procurador jurídico. E com o reajuste, os salários de cada um deles podem chegar a até R$ 17 mil. Todas as informações foram levantadas pelo Portal da Transparência do município.

Procurada pela CBN, a assessoria de imprensa da Câmara de Cambé informou que a nova presidência da Casa não vai se pronunciar sobre o assunto. A reportagem também tentou contato com o vereador Paulo Soares, mas não obteve retorno até o fechamento desta edição.

Veja também
24/09/2018
Juiz nega liminar e mantém sessão que absolveu Mário Takahashi e Rony Alves
Na decisão, magistrado afirma que vereador não teria legitimidade para propor o mandado de segurança e que anular a sessão seria uma violação à independência do Legislativo.
24/09/2018
Comissão dá parecer favorável ao Projeto de Iniciativa Popular que revoga a Lei do IPTU
Coordenador de Movimento se queixa da demora na tramitação da proposta e líder do Governo na Casa não fala em plano B, mas diz que o Município passa por problemas financeiros e a solução precisa ser discutida em várias frentes.
24/09/2018
Audiência pública vai discutir o futuro do transporte coletivo em Londrina
A intenção é debater os pontos principais do edital de licitação que será aberto para contratar a nova empresa que vai assumir o serviço a partir de 2019.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.