Londrina - AO VIVO
Momento de Fé:
Padre Marcelo Rossi
Ouvir
Publicado em 07/08/2018 às 19:47:00
Sistema de Avaliação da Educação Básica no Paraná é debatido e avaliado
250 mil alunos do ensino fundamental e médio fizeram testes para direcionar os trabalhos acadêmicos em diversas unidades.
Sistema de Avaliação da Educação Básica no Paraná é debatido e avaliado

Pela segunda vez alunos do sexto ano do ensino fundamental e do primeiro ano do ensino médio fizeram provas pelo Sistema de Avaliação da Educação Básica do Paraná. A primeira vez foi em 2013.

Os 250 mil estudantes de diversas regiões do estado fizeram testes de português e matemática.

De acordo com a Secretária Estadual de Educação, Lucia Cortez, os resultados servem para novas estratégias e direcionamentos pedagógicos em determinadas instituições de ensino do estado. Apesar do resultado positivo de avanço, desde a última avaliação, os núcleos ainda precisam melhorar.

As provas foram realizadas em abril, os resultados estão sendo discutidos e debatidos por professores e representantes de núcleos regionais de educação de todo o Paraná, eles estão reunidos em Curitiba, durante essa semana.

A Secretaria Estadual de Educação explica que, “os resultados não são divulgados, por se tratar de uma avaliação interna para que as escolas balizem seus processos. A Secretaria não divulga os dados para não criar rankings comparativos”.

Veja também
22/10/2018
Verão vai ser de chuva acima da média e temporais ainda mais intensos que os da semana passada, por causa do “El Niño”
Especialista diz que é cada vez mais difícil prever a intensidade das chamadas tempestades de verão e atribui boa parte do problema à derrubada das florestas do estado.
22/10/2018
Investigação de morte de servidora do HU de Londrina ainda é tratada em sigilo
Lucélia Pires Ferreira de 56 anos foi encontrada morta na represa Capivara, no início desse mês, um dia depois de ter sido dada como desaparecida pela família.
22/10/2018
Prefeitura faz leilão de bens nesta terça-feira
Expectativa é arrecadar mais de R$ 400 mil com os 143 lotes, que têm desde caminhões até sucatas de equipamentos como motores e bombas.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.