Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 05/07/2018 às 19:39:00
Sema ainda não sabe qual empresa é responsável por causar mau cheiro na região sul de Londrina e busca apoio do IAP
A Secretaria do Ambiente realiza uma força tarefa para descobrir de onde vem o problema que é recorrente há 20 anos e mais de 40 empresas foram notificadas.
Sema ainda não sabe qual empresa é responsável por causar mau cheiro na região sul de Londrina e busca apoio do IAP

A Secretaria do Ambiente de Londrina ainda não conseguiu identificar a empresa responsável por causar mau cheiro na região sul da cidade.

O órgão ambiental notificou 40 empresas para entregarem documentos que apontem se possuem ou cumprem o Plano de Controle Ambiental. Dessas apenas 10 entregaram a documentação.

De acordo com o Secretário do Ambiente, Gilmar Pereira, foi necessário pedir o apoio do Instituto Ambiental do Paraná – IAP para continuar com as ações de fiscalização, já que as empresas não estão colaborando com a entrega dos materiais solicitados.

A previsão é que em uma semana o órgão tenha a empresa responsável pelo problema que é recorrente na região, o mau cheiro incomoda moradores há 20 anos. Mas em determinados períodos do ano a situação se agrava.

A Sema e o IAP preveem aplicar sansões como multas, correção do problema que causa mau cheiro e até horários específicos pré-estabelecidos pela Sema para funcionamento das atividades da empresa. Cinco empresas estão na mira da fiscalização.

Os moradores dos bairros que mais sofrem com o problema são: do Jamile Dequech, União da Vitória e Jardim Franciscato.

Veja também
25/09/2018
Ocupantes do Flores do Campo vão até a prefeitura e não avançam em negociações
A proposta apresentada de dar condições de moradia a apenas uma parcela das famílias que vivem no local não agradou nem a promotoria.
25/09/2018
Curso de medicina continua sendo o mais concorrido do vestibular da UEL
São 122 candidatos concorrendo por vaga.
25/09/2018
Governadora faz rápida visita a Londrina e vistoria obras no HU
Em entrevista Cida Borghetti falou sobre o pedido de afastamento de Beto Richa da campanha e sobre o Refis para as empresas do estado que teve um pedido de explicações do Ministério Público.
25/09/2018
Sindicalista investigado pela operação Registro Espúrio diz que é inocente e que valor recebido pela federação foi autorizado pela justiça
Os R$ 2,5 milhões questionados pela Polícia Federal teriam sido, segundo ele, para pagar uma dívida da União com a Fenatracoop.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.