Londrina - AO VIVO
Toda Noite:
Maércio Ramos
Ouvir
Publicado em 04/12/2017 às 19:16:00
Projeto da Vigilância Ambiental é selecionado para receber recursos da Funasa
São R$ 200 mil que serão usados em ações educativas com os índios da tribo kaingáng e trabalhadores das cooperativas de recicláveis.
Projeto da Vigilância Ambiental é selecionado para receber recursos da Funasa

A Secretaria de Saúde de Londrina teve um projeto de ações educativas de combate ao Aedes aegypti, voltado para a comunidade Kaingang e as cooperativas de catadores, selecionado para receber recursos da Fundação Nacional de Saúde, Funasa.

A diretora da Vigilância em Saúde, Sandra Caldeira, diz que dos quase 1.800 projetos inscritos, apenas 285 foram selecionados, entre eles o de Londrina. Segundo a diretora, os R$ 200 mil devem chegar a em janeiro de 2018. Sandra Caldeira diz que a Vigilância detectou, entre esses dois grupos, uma necessidade de reforçar as ações educativas de combate ao mosquito.

O projeto educacional com as cooperativas vai ser desenvolvido em parceria com a CMTU. A diretora da Vigilância em Saúde explica que parte deste trabalho já é realizada pelo Município e que a ideia é captar recursos para continuar expandindo as ações. Sandra Caldeira diz que, em relação às cooperativas, a ideia é reforçar as ações para que todo o material que eles trabalham fique sempre bem guardado.

Segundo a diretora, a Prefeitura já vem desenvolvendo ações com os índios kaingáng, no acampamento deles aqui na cidade. Há alguns meses um mutirão foi feito por lá e foram recolhidas garrafas, embalagens e diversos objetos que podem servir de criadouro do mosquito.

Sandra Caldeira afirma que os técnicos da Vigilância ainda vão definir se as atividades com os índios serão realizadas aqui no acampamento ou na aldeia da Reserva Apucaraninha.

O edital da Funasa será publicado nesta terça-feira, 5 de dezembro.

Veja também
15/12/2017
Prefeitura assina convênio com o Estado para pavimentação da estrada de Guairacá
Obra deve ser finalizada até março e tem um custo total de R$ 3,3 milhões.
15/12/2017
Corregedoria decide demitir Guarda Municipal acusado de matar três pessoas
Decisão deve ser confirmada pelo Prefeito Marcelo Belinati na próxima semana. Servidor não recebe salários desde o mês de abril, quando cometeu os crimes.
15/12/2017
Ministério da Cultura libera dinheiro para pagar despesas da 1ª fase do Teatro Municipal
Agora, o município regulariza a situação e vai buscar ajuda financeira para continuar a obra. A prefeitura não descarta uma parceria público-privada para bancar a construção.
15/12/2017
Creslon inaugura ala para detentos que são universitários
A intenção é que eles consigam estudar e ter acesso a computadores. O alojamento comporta 18 presos do regime semi aberto.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.