Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 04/12/2017 às 19:16:00
Projeto da Vigilância Ambiental é selecionado para receber recursos da Funasa
São R$ 200 mil que serão usados em ações educativas com os índios da tribo kaingáng e trabalhadores das cooperativas de recicláveis.
Projeto da Vigilância Ambiental é selecionado para receber recursos da Funasa

A Secretaria de Saúde de Londrina teve um projeto de ações educativas de combate ao Aedes aegypti, voltado para a comunidade Kaingang e as cooperativas de catadores, selecionado para receber recursos da Fundação Nacional de Saúde, Funasa.

A diretora da Vigilância em Saúde, Sandra Caldeira, diz que dos quase 1.800 projetos inscritos, apenas 285 foram selecionados, entre eles o de Londrina. Segundo a diretora, os R$ 200 mil devem chegar a em janeiro de 2018. Sandra Caldeira diz que a Vigilância detectou, entre esses dois grupos, uma necessidade de reforçar as ações educativas de combate ao mosquito.

O projeto educacional com as cooperativas vai ser desenvolvido em parceria com a CMTU. A diretora da Vigilância em Saúde explica que parte deste trabalho já é realizada pelo Município e que a ideia é captar recursos para continuar expandindo as ações. Sandra Caldeira diz que, em relação às cooperativas, a ideia é reforçar as ações para que todo o material que eles trabalham fique sempre bem guardado.

Segundo a diretora, a Prefeitura já vem desenvolvendo ações com os índios kaingáng, no acampamento deles aqui na cidade. Há alguns meses um mutirão foi feito por lá e foram recolhidas garrafas, embalagens e diversos objetos que podem servir de criadouro do mosquito.

Sandra Caldeira afirma que os técnicos da Vigilância ainda vão definir se as atividades com os índios serão realizadas aqui no acampamento ou na aldeia da Reserva Apucaraninha.

O edital da Funasa será publicado nesta terça-feira, 5 de dezembro.

Veja também
16/07/2018
Prefeitura quer ofertar R$ 3 milhões em compras para pequenas empresas de Londrina e região
O objetivo é fazer com que licitações, que preveem aquisições de produtos para as áreas da saúde e educação, sejam disputadas por fornecedores locais, o que faria o dinheiro investido ficar na cidade.
16/07/2018
Após “bronca” do Gaeco e ação por improbidade, Comissão Processante da ZR3 volta a se reunir em dia decisivo
CP que investiga vereadores acusados de corrupção pretende passar toda esta segunda-feira ouvindo testemunhas convocadas pela defesa dos investigados. Parlamentares também devem ser interrogados.
16/07/2018
Advogados de acusados de jogarem mulher de 4º andar de prédio acreditam numa reviravolta do caso
Novos laudos confirmam que ferimentos encontrados na barriga da vítima não foram causados por um objeto cortante, o que vai na contramão do que apostava a polícia. Conclusão do inquérito deve sair nos próximos dias.
16/07/2018
Sobram vagas em abrigos noturnos de Londrina
Operação Noite Fria tem mais de 200 vagas por noite, mas poucos moradores de rua aceitam a abordagem social e preferem o relento por causa do uso de entorpecentes.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.