Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 08/08/2018 às 14:36:00
Programa “Gestão à vista” pretende dar mais agilidade e controle aos processos licitatórios da prefeitura
O novo modelo foi implantado por meio de uma parceria com a Universidade Estadual de Londrina.
Programa “Gestão à vista” pretende dar mais agilidade e controle aos processos licitatórios da prefeitura

O prefeito Marcelo Belinati apresentou o sistema “Gestão à vista”, desenvolvido pelo Núcleo Interdisciplinar de Gestão Pública (NIGEP) da Universidade Estadual de Londrina (UEL). A intenção é que a prefeitura seja mais ágil, tenha mais transparência e eficiência nos processos licitatórios, trâmites burocráticos de obras e outros projetos desenvolvidos pelo poder público. Assim, o município deixa de perder prazos e tem um controle maior das atividades, como destaca o prefeito.

A evolução dos projetos é acompanhada semanalmente. Um painel, com as tabelas, foi exposto no gabinete do prefeito e é usado pelos servidores públicos também. Estão listados mais de 140 processos e obras em andamento, com todos os passos que já foram dados e que estão programados. Segundo o secretário de governo, Juarez Paulo Tridapalli, os resultados já apareceram.  

A parceria para atuação desse núcleo ocorre por meio de um termo de cooperação técnica, firmado entre o município e a UEL, ou seja, não há custos para a prefeitura.

Veja também
23/04/2019
Prefeitura ainda terá que abrir processo licitatório fechar a cratera no conjunto Neymann Sahyun
A intenção no início do ano era contratar emergencialmente uma empresa para tapar o buraco, mas a obra é maior do que o esperado e será preciso licitar.
23/04/2019
Projeto que altera cálculos de horas extras de servidores vai ser melhor discutido
A proposta que altera o Estatuto do Servidor Municipal foi questionada pelo Sindicato da categoria.
23/04/2019
Parceria com UEL vai formar Núcleo de Apoio Técnico ao Poder Judiciário
A intenção é que os trabalhos iniciem em dois meses e deve agilizar sentenças de solicitações a medicamentos que não estão disponíveis no SUS.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.