Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 14/05/2019 às 14:38:00
Professores e servidores paralisam as atividades nesta quarta-feira
É a greve Geral da Educação, que acontece em todo o país. Em Londrina, a movimentação vai ser no calçadão.
Professores e servidores paralisam as atividades nesta quarta-feira

As escolas e universidades públicas de Londrina prometem parar nesta quarta-feira para participar da Greve Geral da Educação. Os atos acontecem em todo o país para protestar contra o Governo Federal, que tem promovido vários cortes financeiros na educação brasileira. Em Londrina, as manifestações serão no calçadão, a partir das 9h. O presidente da APP Sindicato, Márcio André Ribeiro afirma que a intenção é mostrar indignação e valorizar a educaçãodesde a básica até o ensino superior.

O movimento está sendo organizado pelos sindicatos da área de educação: APP, Sindiprol, Sindserv, Sindedutec – Londrina: Instituto Federal do Paraná, DCE e Assuel, com apoio do Coletivo de Sindicatos de Londrina.

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) e o Instituto Federal do Paraná (IFPR) vão fazer exposições de trabalhos e serviços nesta quarta-feira. Só a UEL conta com mais de 300 projetos acadêmicos e uma parcela deles será exposta em frente ao Teatro Ouro Verde das 10h às 16h.

Segundo a assessoria de imprensa da UEL, as atividades estão mantidas. O Restaurante Universitário (RU) funcionará normalmente.

O Núcleo Regional de Educação afirma que terá aula normal em todos os colégios estaduais nesta quarta-feira. Segundo a Secretaria Estadual de Educação, os professores que faltarem terão que justificar a ausência. 

A UTFPR está em semana de recesso acadêmico. Então, os alunos estão sem aulas.

A Secretaria Municipal da Educação pediu aos diretores que fechem apenas as escolas em que a maioria dos professores decidir pela greve. E que tentem comunicar a decisão final aos pais, por meio de mensagens.

Veja também
25/05/2019
Audiência Pública para discutir novo edital do transporte coletivo de Londrina tem baixa participação popular
Diretor de Transporte da CMTU diz que tarifa prevista no primeiro certame, não vale mais e que preço da passagem deve ficar próximo do atual, R$ 4,25.
24/05/2019
Mãe de Eduarda fala sobre a morte da filha e divulga arquivos da família, a garota de 11 anos foi estrangulada e assassinada, o pai é suspeito de cometer o crime
A ação ocorreu há um mês, o corpo da menina foi encontrado enterrado e amarrado nos fundos de uma propriedade do pai.
24/05/2019
Fim da obra na avenida Faria Lima fica para setembro
A empresa alegou dificuldade para terminar o serviço por conta da chuva e pediu um aditivo de mais quatro meses.
24/05/2019
ACIL afirma que vai recorrer da decisão que a obriga devolver R$ 500 mil para a prefeitura de Londrina
A entidade foi condenada pela justiça no caso da campanha LondriNatal de 1999.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.