Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 30/10/2019 às 18:26:00
Prefeitura responde questionamentos apontados pelo Observatório de Gestão Pública sobre contratação de agência de publicidade
O edital de R$ 3 milhões pareceu ter valor alto demais para entidade por se tratar de investimento municipal.
Prefeitura responde questionamentos apontados pelo Observatório de Gestão Pública sobre contratação de agência de publicidade

O Observatório de Gestão Pública de Londrina - OGPL questionou o edital para contratação de agência de publicidade pelo município.

A intenção do certame é encontrar empresas para divulgar as informações sobre atividades da prefeitura e atrair empreendedores para investir na cidade.

O edital de R$ 3 milhões pareceu ser elevado demais para o OGPL para um investimento municipal.

Dos três questionamentos o município não respondeu um deles, segundo a entidade.

O Observatório analisou a lei e constatou que os concorrentes teriam que apresentar um plano de comunicação em quatro etapas, mas não especificou valores para cada uma delas. Outro questionamento foi sobre a necessidade de nomeação de uma comissão com antecedência para avaliar o edital, como está previsto na lei.

De acordo com o assessor jurídico do OGPL, Renato Alcântara, o questionamento sobre estudos e pesquisas que justifiquem tal investimento em publicidade, não houve resposta objetiva.

O pregão já ocorreu e oito agências foram contempladas. O OGPL vai continuar acompanhando o tema.

Em nota a prefeitura ressaltou as respostas apresentadas para o Observatório e afirma que: “a licitação para contratação de agência de publicidade da prefeitura segue estritamente as regras da Lei Federal 12.232.”

Ainda em nota a prefeitura aponta que nesta quinta-feira a 1h da tarde, serão conhecidas em reunião também aberta os resultados das avaliações da subcomissão técnica, que analisou as peças publicitárias propostas e critérios de atendimento das empresas participantes.

Veja também
01/11/2019
Período da Piracema começa nesta sexta-feira
Durante quatro meses, é proibido pescar nos rios do Paraná.
01/11/2019
PM cumpre ordem de reintegração de posse da fazenda Palheta em Alvorada do Sul
Os integrantes do MST ocupavam a área desde 2010.
31/10/2019
Garoto de 15 anos suspeito de ter matado a própria mãe e depois tentado matar o padrasto a facadas diz não se lembrar do que fez
Ele foi pego pela polícia perto da escola e na mochila foram encontradas a possível arma do crime e uma máscara de “Dia das Bruxas”.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.