Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 07/12/2017 às 19:44:00
Prefeitura firma convênio com Polícia Militar para implantar programa de combate às drogas e à violência nas escolas municipais
Programa começa a funcionar em 85 unidades da rede de ensino, já a partir do ano que vem, e vai atingir mais de cinco mil alunos.
Prefeitura firma convênio com Polícia Militar para implantar programa de combate às drogas e à violência nas escolas municipais

O prefeito Marcelo Belinati e o Comandante Geral da Polícia Militar, Maurício Tortato assinaram na tarde desta quinta-feira, um convênio para a implantação do Proerd, o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência, em 85 escolas de rede municipal de ensino.

O prefeito Marcelo Belinati destaca que o programa estava há dez anos fora de Londrina. Para Belinati, a questão das drogas deve ser enfrentada por toda a sociedade e passa, necessariamente, pela prevenção.

O programa é desenvolvido pela PM paranaense há 17 anos e é uma adaptação brasileira de um projeto semelhante criado nos Estados Unidos, no início dos anos 1980. De acordo com o Comandante Geral da Polícia Militar do Paraná, Coronel Maurício Tortato, o programa já tendeu, nesses 17 anos, mais de um milhão de jovens. Ele ressalta o retorno do programa a Londrina depois de dez anos. E cita um dado para mostrar o tamanho do problema que as drogas representam, principalmente para crianças e pré-adolescentes.

O programa é direcionado para os estudantes do 5º ano do ensino fundamental e prevê investimentos de R$ 200 mil por ano. Quatro policiais militares serão responsáveis pelas aulas nas escolas.

A secretária de Educação, Maria Thereza Paschoal, destaca o material pedagógico do programa e a experiência dos policiais no trato da questão das drogas e da violência.

As aulas vão ocorrer uma vez por semana, com duração de 50 minutos cada. E ao final das dez lições os estudantes fazem uma redação com o conteúdo que aprenderam e tem até formatura e premiação para os destaques.

Veja também
16/08/2018
Sem a liberação do uso do glifosato, como herbicida, produtores do Paraná devem sentir perdas exorbitantes na safra 2018/2019
A justiça determinou a suspensão temporária do agroquímico em todo o País e causou espanto no setor do agronegócio.
16/08/2018
Polícia faz blitz em ônibus em que passageiros não pagavam o transporte e ainda ameaçavam motoristas
20 pessoas foram levadas para a delegacia entre elas 12 adolescentes.
16/08/2018
Campanha estadual alerta sobre descarte correto de medicamentos vencidos ou fora de uso
Mobilização vai durar dois meses e envolve consumidores, donos de farmácias e indústria. Serão 250 pontos de coleta em 92 cidades do estado.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.