Londrina - AO VIVO
A Hora é Agora:
Julio Cesar
Ouvir
Publicado em 13/02/2018 às 14:54:00
Prefeitura espera TAC com hospital de Londrina para fazer reconstrução pontes de madeira do Lago Igapó
As travessias estão comprometidas e precisam ser refeitas.

As más condições das pontes de madeira na extensão do Lago Igapó são alvos de reclamações constantes, principalmente dos pedestres que freqüentam o espaço. Mas, não há previsão de quando elas serão reparadas pela prefeitura. Segundo o Secretário Municipal de Obras, João Verçosa, a intenção era fazer os reparos por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). Ou seja, um acordo com o Hospital do Coraçãozinho, que construiu um heliponto, que está um metro e meio acima da medida permitida pela lei. Para regularizar a situação, o hospital daria uma contrapartida, que seriam essas obras de reconstrução.

Segundo o Secretário, o trâmite é burocrático, e envolve mais órgãos, além da prefeitura, inclusive o Ministério Público. Sendo assim, o município não sabe quando isso deve acontecer.

De acordo com Verçosa, a intenção da prefeitura é duplicar a avenida Faria Lima, principalmente na altura do Lago Igapó. A obra vai melhorar o fluxo de veículos na região e resolver o problema de uma das pontes, que inclusive está interditada.

A reportagem não conseguiu contato com a assessoria de imprensa do Hospital do Coraçãozinho de Londrina até o fechamento desta edição.

Veja também
20/04/2018
Comissão Processante que vai investigar Takahashi e Rony Alves é instalada na Câmara de Vereadores
Segundo presidente da CP, vereadores afastados devem ser notificados do início dos trabalhos da Comissão já na próxima semana.
20/04/2018
Pedido de emissão de Certificado Internacional de Vacinação agora precisa ser agendado pela internet
Antes a procura era espontânea, o que sobrecarregava a secretaria de saúde.
19/04/2018
Diretor do Hospital Zona Norte promete melhorias em infraestrutura do Hospital ainda nesse semestre, mas admite problemas de superlotação por ser unidade pública
Tomógrafo parado desde o ano passado terá funcionário contratado para operar o equipamento no mês que vem.
19/04/2018
Observatório de Gestão Pública questiona valores de serviços previstos na pavimentação da estrada de Guairacá
Outro ponto levantado pelos técnicos do Observatório é a inclusão da drenagem, que elevou o preço da obra em cerca de R$ 1,3 milhão.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.