Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 13/02/2018 às 14:54:00
Prefeitura espera TAC com hospital de Londrina para fazer reconstrução pontes de madeira do Lago Igapó
As travessias estão comprometidas e precisam ser refeitas.

As más condições das pontes de madeira na extensão do Lago Igapó são alvos de reclamações constantes, principalmente dos pedestres que freqüentam o espaço. Mas, não há previsão de quando elas serão reparadas pela prefeitura. Segundo o Secretário Municipal de Obras, João Verçosa, a intenção era fazer os reparos por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). Ou seja, um acordo com o Hospital do Coraçãozinho, que construiu um heliponto, que está um metro e meio acima da medida permitida pela lei. Para regularizar a situação, o hospital daria uma contrapartida, que seriam essas obras de reconstrução.

Segundo o Secretário, o trâmite é burocrático, e envolve mais órgãos, além da prefeitura, inclusive o Ministério Público. Sendo assim, o município não sabe quando isso deve acontecer.

De acordo com Verçosa, a intenção da prefeitura é duplicar a avenida Faria Lima, principalmente na altura do Lago Igapó. A obra vai melhorar o fluxo de veículos na região e resolver o problema de uma das pontes, que inclusive está interditada.

A reportagem não conseguiu contato com a assessoria de imprensa do Hospital do Coraçãozinho de Londrina até o fechamento desta edição.

Veja também
16/07/2018
Prefeitura quer ofertar R$ 3 milhões em compras para pequenas empresas de Londrina e região
O objetivo é fazer com que licitações, que preveem aquisições de produtos para as áreas da saúde e educação, sejam disputadas por fornecedores locais, o que faria o dinheiro investido ficar na cidade.
16/07/2018
Após “bronca” do Gaeco e ação por improbidade, Comissão Processante da ZR3 volta a se reunir em dia decisivo
CP que investiga vereadores acusados de corrupção pretende passar toda esta segunda-feira ouvindo testemunhas convocadas pela defesa dos investigados. Parlamentares também devem ser interrogados.
16/07/2018
Advogados de acusados de jogarem mulher de 4º andar de prédio acreditam numa reviravolta do caso
Novos laudos confirmam que ferimentos encontrados na barriga da vítima não foram causados por um objeto cortante, o que vai na contramão do que apostava a polícia. Conclusão do inquérito deve sair nos próximos dias.
16/07/2018
Sobram vagas em abrigos noturnos de Londrina
Operação Noite Fria tem mais de 200 vagas por noite, mas poucos moradores de rua aceitam a abordagem social e preferem o relento por causa do uso de entorpecentes.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.