Londrina - AO VIVO
Momento de Fé:
Padre Marcelo Rossi
Ouvir
Publicado em 08/02/2018 às 19:34:00
Prefeitura afirma que não tem como abrigar moradores do Flores do Campo
Ministério Público pediu providências da Procuradoria Geral da República em Londrina. Prazo para reintegração de posse vence neste mês.

Surpreendidos com a ausência do prefeito Marcelo Belinati em uma reunião agendada para a última quinta-feira, moradores do conjunto Flores do Campo, na zona norte de Londrina, acompanhados de algumas entidades da sociedade civil, foram direto ao Ministério Público pedir algum providência para a reintegração que está prestes a ser cumprida. O prazo dado pela Justiça Federal vence no dia 21 de fevereiro.

O promotor Paulo Tavares oficiou a Companhia de Habitação, a Cohab, que informou que não há locais disponíveis para abrigar as 60 famílias que ainda moram no residencial do programa Minha Casa, Minha Vida. O bairro tem 1.218 unidades da iniciativa habitacional. 

Veja também
22/10/2018
Verão vai ser de chuva acima da média e temporais ainda mais intensos que os da semana passada, por causa do “El Niño”
Especialista diz que é cada vez mais difícil prever a intensidade das chamadas tempestades de verão e atribui boa parte do problema à derrubada das florestas do estado.
22/10/2018
Investigação de morte de servidora do HU de Londrina ainda é tratada em sigilo
Lucélia Pires Ferreira de 56 anos foi encontrada morta na represa Capivara, no início desse mês, um dia depois de ter sido dada como desaparecida pela família.
22/10/2018
Prefeitura faz leilão de bens nesta terça-feira
Expectativa é arrecadar mais de R$ 400 mil com os 143 lotes, que têm desde caminhões até sucatas de equipamentos como motores e bombas.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.