Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 08/02/2018 às 19:34:00
Prefeitura afirma que não tem como abrigar moradores do Flores do Campo
Ministério Público pediu providências da Procuradoria Geral da República em Londrina. Prazo para reintegração de posse vence neste mês.

Surpreendidos com a ausência do prefeito Marcelo Belinati em uma reunião agendada para a última quinta-feira, moradores do conjunto Flores do Campo, na zona norte de Londrina, acompanhados de algumas entidades da sociedade civil, foram direto ao Ministério Público pedir algum providência para a reintegração que está prestes a ser cumprida. O prazo dado pela Justiça Federal vence no dia 21 de fevereiro.

O promotor Paulo Tavares oficiou a Companhia de Habitação, a Cohab, que informou que não há locais disponíveis para abrigar as 60 famílias que ainda moram no residencial do programa Minha Casa, Minha Vida. O bairro tem 1.218 unidades da iniciativa habitacional. 

Veja também
28/05/2018
Governo anuncia fim da greve, mas caminhoneiros permanecem bloqueando estradas do Paraná e de outros estados
Presidente do Sindicato do Comércio Varejista diz que semana foi de muito prejuízo e que apesar disso o setor apóia a paralisação.
28/05/2018
Mesmo com a greve Hoftalon faz exames de graça para diagnóstico do glaucoma
Mais de 300 pessoas eram esperadas para atendimento no último sábado no Shopping Royal Plaza.
28/05/2018
Ministério Público ouve contribuintes que tiveram dados alterados por servidores municipais presos
No total, são mais de 50 pessoas beneficiadas de forma irregular. Algumas tiveram o IPTU anulado e outras pagaram menos imposto.
28/05/2018
Secretaria de saúde promete contratar mais médicos no segundo semestre
O chamamento deve acontecer nos próximos meses a pedido da promotoria de defesa da saúde pública.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.