Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 08/02/2018 às 19:34:00
Prefeitura afirma que não tem como abrigar moradores do Flores do Campo
Ministério Público pediu providências da Procuradoria Geral da República em Londrina. Prazo para reintegração de posse vence neste mês.

Surpreendidos com a ausência do prefeito Marcelo Belinati em uma reunião agendada para a última quinta-feira, moradores do conjunto Flores do Campo, na zona norte de Londrina, acompanhados de algumas entidades da sociedade civil, foram direto ao Ministério Público pedir algum providência para a reintegração que está prestes a ser cumprida. O prazo dado pela Justiça Federal vence no dia 21 de fevereiro.

O promotor Paulo Tavares oficiou a Companhia de Habitação, a Cohab, que informou que não há locais disponíveis para abrigar as 60 famílias que ainda moram no residencial do programa Minha Casa, Minha Vida. O bairro tem 1.218 unidades da iniciativa habitacional. 

Veja também
16/08/2018
Sem a liberação do uso do glifosato, como herbicida, produtores do Paraná devem sentir perdas exorbitantes na safra 2018/2019
A justiça determinou a suspensão temporária do agroquímico em todo o País e causou espanto no setor do agronegócio.
16/08/2018
Polícia faz blitz em ônibus em que passageiros não pagavam o transporte e ainda ameaçavam motoristas
20 pessoas foram levadas para a delegacia entre elas 12 adolescentes.
16/08/2018
Campanha estadual alerta sobre descarte correto de medicamentos vencidos ou fora de uso
Mobilização vai durar dois meses e envolve consumidores, donos de farmácias e indústria. Serão 250 pontos de coleta em 92 cidades do estado.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.