Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 08/02/2018 às 19:34:00
Prefeitura afirma que não tem como abrigar moradores do Flores do Campo
Ministério Público pediu providências da Procuradoria Geral da República em Londrina. Prazo para reintegração de posse vence neste mês.

Surpreendidos com a ausência do prefeito Marcelo Belinati em uma reunião agendada para a última quinta-feira, moradores do conjunto Flores do Campo, na zona norte de Londrina, acompanhados de algumas entidades da sociedade civil, foram direto ao Ministério Público pedir algum providência para a reintegração que está prestes a ser cumprida. O prazo dado pela Justiça Federal vence no dia 21 de fevereiro.

O promotor Paulo Tavares oficiou a Companhia de Habitação, a Cohab, que informou que não há locais disponíveis para abrigar as 60 famílias que ainda moram no residencial do programa Minha Casa, Minha Vida. O bairro tem 1.218 unidades da iniciativa habitacional. 

Veja também
25/02/2019
Aeroporto de Londrina entra no lote de privatização do governo federal no dia 18 de março
Nesse bloco estão também os terminais de Curitiba e Foz do Iguaçú.
25/02/2019
Grupo de estudos sofre a fusão do Iapar com outras autarquias vai apresentar nesta semana as medidas que serão tomadas
Secretário estadual de agricultura garante que setor de pesquisas de Londrina não será prejudicado.
25/02/2019
Inventário de arborização urbana mapeia 41 mil pontos de árvores em Londrina
Com o projeto é possível identificar quais árvores estão comprometidas e quais pontos precisam de rearborização.
25/02/2019
Tribunal de Contas multa três ex-presidentes da Sercomtel Iluminação
A autuação é referente a atrasos de envios de informações contábeis.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.