Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 04/12/2018 às 14:42:00
Polícia Federal de Londrina liberou mais de 800 posses de armas de fogo em 2018
E dos 415 pedidos de porte de armas, apenas um foi aceito no ano passado.
Polícia Federal de Londrina liberou mais de 800 posses de armas de fogo em 2018

O presidente eleito Jair Bolsonaro disse, em campanha que pretende revogar a Lei do Desarmamento, que entrou em vigor em 2003. Desde então, só pode ter uma arma de fogo quem se enquadra em alguns critérios, como ter no mínimo 25 anos, não ter sido condenado ou responder a inquérito ou processo criminal e comprovar capacidade técnica. Mas, apesar dessa afirmação de Bolsonaro, segundo a Polícia Federal, o número de pedidos de posse não se alterou. O delegado da PF, Joel Moreira Cicotti destaca que o aumento de solicitações vem acontecendo desde 2012. Em 2017, foram 800 concessões da autorização e 2018 deve terminar com maior quantidade de posses.

Ter posse é quando a pessoa mantém sob a guarda dela uma arma de fogo. Pode ser na casa em que vive ou na empresa em que trabalha, por exemplo. Isso se aplica também a acessórios ou munições. Autorização mais fácil de conseguir. Já o porte de arma é o ato de transportar uma arma ou munições sob sua guarda. Dos 415 pedidos de porte, feitos na delegacia local, apenas um foi concedido no último ano. O delegado explica que esse é um processo muito criterioso e que é analisado pela superintendência regional em Curitiba.

A renovação, neste caso, deve ser feita a cada cinco anos. Caçadores, colecionadores e atiradores também podem ter posse de arma, mas essa autorização é dada pelo Exército Brasileiro, que tem critérios específicos a serem respeitados.

Veja também
23/04/2019
Prefeitura ainda terá que abrir processo licitatório fechar a cratera no conjunto Neymann Sahyun
A intenção no início do ano era contratar emergencialmente uma empresa para tapar o buraco, mas a obra é maior do que o esperado e será preciso licitar.
23/04/2019
Projeto que altera cálculos de horas extras de servidores vai ser melhor discutido
A proposta que altera o Estatuto do Servidor Municipal foi questionada pelo Sindicato da categoria.
23/04/2019
Parceria com UEL vai formar Núcleo de Apoio Técnico ao Poder Judiciário
A intenção é que os trabalhos iniciem em dois meses e deve agilizar sentenças de solicitações a medicamentos que não estão disponíveis no SUS.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.