Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 13/02/2018 às 18:00:00
Novo diretor da Câmara de Londrina está na mira do Ministério Público de Rolândia
Promotora teria identificado superfaturamento em contrato de marmitas vencido pela esposa do acusado, que na época trabalhava como secretário municipal.

A Vara Cível de Rolândia deve emitir nas próximas semanas a sentença favorável ou não à ação de improbidade administrativa apresentada pela promotora Lucimara Salles Ferro contra Mark Sandro Sorprezo de Almeida, escolhido como novo diretor-geral da Câmara Municipal de Londrina pelo atual presidente da Casa, Ailton Nantes, do PP. Ele assumiu o cargo deixado pelo vereador Mário Takahashi, do PV, afastado pela Justiça por possível envolvimento na Operação ZR-3, Zona Residencial 3, do Gaeco.

Almeida já atuava na chefia de gabinete de Nantes antes da última mudança. Porém, esta não é a primeira vez que ele ocupa um cargo público. Entre 2009 e 2011, foi nomeado secretário de Finanças de Rolândia na gestão do ex-prefeito Johnny Lehmann. Na época, uma empresa que vendia marmitas pertencente à esposa de Almeida ganhou um pregão lançado pela administração municipal.

O Ministério Público, em ação protocolada em 2015, afirmou que houve superfaturamento do contrato. Os funcionários do Executivo rolandense, mesmo com a permissão de usufruírem da refeição comprada por meio de licitação, comiam em um restaurante modelo self service, mas pegavam notas de quem teria comido a marmita.

O presidente da Câmara de Londrina não quis gravar entrevista. Em nota, ele assegurou que a nomeação de Mark Almeida atendeu os requisitos profissionais e exigências legais. Em caso de reviravolta na Justiça, Nantes ressaltou que o Legislativo vai adotar as medidas pertinentes. 

Veja também
10/12/2018
Pesquisa mostra que paranaenses podem terminar 2018 menos endividados
E o índice de inadimplência caiu no estado no mês passado.
10/12/2018
Morador volta a cobrar rede de esgoto em bairro da região oeste de Londrina
Ele alega que as fossas enchem rapidamente porque não podem ser tão profundas, no local o solo é rochoso.
10/12/2018
Zona Azul cogita operar por meio de aplicativos e os pagamentos poderão ser feitos com cartão de crédito
Hoje o usuário das vagas de estacionamento em diversos pontos de Londrina pode pagar somente em dinheiro e por hora.
10/12/2018
Servidores públicos de Bandeirantes denunciados por peculato e associação criminosa são presos
A justiça determinou a prisão preventiva de quatro servidores que já estavam afastados das atividades.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.