Londrina - AO VIVO
Momento de Fé:
Padre Marcelo Rossi
Ouvir
Publicado em 10/09/2018 às 19:04:00
MPF ajuíza ação em favor de pessoas com deficiência, idosos e jovens de baixa renda
A denuncia foi feita pelo Ministério Público do Paraná de empresas de ônibus interestaduais que não cumprem a legislação, o que fez o órgão federal acionar a Agência Nacional de Transportes Terrestres.
MPF ajuíza ação em favor de pessoas com deficiência, idosos e jovens de baixa renda

O Ministério Público Federal - MPF acionou uma Ação Civil Pública, com pedido de tutela antecipada, contra a União e a Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT para que seja assegurado o direito de pessoas com deficiência, idosos e jovens de baixa renda com desconto tarifário ou tarifas de graça em todas as linhas do transporte coletivo interestadual de passageiros, e não apenas nas denominadas “linhas convencionais”.

A ação foi promovida depois de o Ministério Público do Paraná acionar o MPF. Denuncias que começaram no órgão de Defesa do Consumidor de Londrina, chegou ao MP e depois ao MPF.

Empresas de transportes interestaduais de Londrina não estavam cumprindo a legislação com benefícios aos idosos e pessoas com deficiência e mesmo sendo acionados pelo MP e Procon Paraná, não voltaram atrás.  As empresas usavam decretos da União e resoluções da ANTT que restringiram o direito assegurado por lei para estas linhas, além de também reduzirem a garantia de reserva dos assentos de graças a apenas uma vez por semana nas linhas convencionais.

O pedido do MPF agora ao acionar a ANTT é que caiam os decretos e só assim as empresas vão voltar a cumprir as legislações.

Com a ação, o MPF quer garantir que as empresas que atuam no transporte interestadual de passageiros sejam obrigadas a conceder a gratuidade e o desconto tarifário garantidos pelas leis em todas as linhas e horários por elas exploradas, independente das características dos veículos utilizados na prestação do serviço.

Para o MPF, “tanto os decretos quanto as resoluções da ANTT, que tratam sobre o assunto, extrapolaram os comandos legislativos sobre o tema, criando restrição a direito não previsto na lei regulamentada, extrapolando, dessa forma, o poder regulamentar”.

O MPF espera decisão da ANTT em derrubar os decretos.

Veja também
12/11/2018
Prefeitura encaminha à Câmara projeto de lei para simplificar licenciamento de obras
Segundo o Executivo, hoje mais de 2 mil processos de projetos estão na fila aguardando aprovação.
12/11/2018
Sema suspeita de incêndio criminoso na Fazenda Refúgio
O local estava sendo usado como depósito de galhos e troncos das árvores recolhidas depois dos temporais.
12/11/2018
Secretaria de Cultura de Londrina recebe inscrição de cinco projetos de Carnaval para 2019
No total serão disponibilizados no total até R$ 260 mil.
12/11/2018
Comissão de Infraestrutura cobra projetos de duplicação da PR-445 até Mauá da Serra
E espera até 30 de novembro os valores para os três grandes projetos das obras do Aeroporto que serão subdivididos.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.