Londrina - AO VIVO
A Hora é Agora:
Julio Cesar
Ouvir
Publicado em 13/04/2018 às 16:54:00
Frente Paranaense em defesa da Previdência Social é lançada em Curitiba
Integrantes afirmam que 500 servidores do INSS se aposentaram, sem reposição.
Frente Paranaense em defesa da Previdência Social é lançada em Curitiba

O Sindicato dos Servidores do Paraná, o SindPRevs, em conjunto com outras intuições, lançou nesta sexta-feira a Frente Parlamentar em Defesa da Previdência Social. Segundo o sindicato, servidores aposentados, falta de concursos públicos e aumento na demanda de pedidos de aposentadoria levaram o Instituto Nacional do Seguro Social, o INSS, ao colapso.  O órgão é responsável pelo processo de aposentadoria da população.

Viviane Peres faz parte do SindPRevs de Londrina, ela afirma que entre janeiro e fevereiro pelo menos 500 servidores do INSS se aposentaram, sem reposição. A alternativa implantada pelo governo federal, que não pode ultrapassar o teto de gastos, vem sendo o processo de aposentadoria digital.

Peres explica que com a formação da frente de defesa, eles vão traçar estratégias para tentar reverter as condições do INSS e detalha a situação que vêm enfrentando os trabalhadores em no processo de aposentadoria.

O lançamento da Frente de Defesa da Previdência Social foi nesta sexta-feira em Curitiba.

Veja também
20/04/2018
Comissão Processante que vai investigar Takahashi e Rony Alves é instalada na Câmara de Vereadores
Segundo presidente da CP, vereadores afastados devem ser notificados do início dos trabalhos da Comissão já na próxima semana.
20/04/2018
Pedido de emissão de Certificado Internacional de Vacinação agora precisa ser agendado pela internet
Antes a procura era espontânea, o que sobrecarregava a secretaria de saúde.
19/04/2018
Diretor do Hospital Zona Norte promete melhorias em infraestrutura do Hospital ainda nesse semestre, mas admite problemas de superlotação por ser unidade pública
Tomógrafo parado desde o ano passado terá funcionário contratado para operar o equipamento no mês que vem.
19/04/2018
Observatório de Gestão Pública questiona valores de serviços previstos na pavimentação da estrada de Guairacá
Outro ponto levantado pelos técnicos do Observatório é a inclusão da drenagem, que elevou o preço da obra em cerca de R$ 1,3 milhão.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.