Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 10/07/2018 às 16:46:00
Fim de convênios entre prefeitura e Provopar pode deixar 1200 crianças sem atendimento e 104 funcionários sem emprego em Londrina
Irregularidades em processos fez município anunciar o fim da parceria. Poder público tem até o dia 31 de agosto pra escolher novas entidades e evitar com que serviços sejam paralisados.
Fim de convênios entre prefeitura e Provopar pode deixar 1200 crianças sem atendimento e 104 funcionários sem emprego em Londrina

A Prefeitura de Londrina enviou uma carta ao Provopar anunciando o fim da parceria com a entidade para o dia 31 de agosto. A informação já foi repassada aos 104 funcionários da entidade que trabalham nas unidades Viva Vida do município e no projeto de Economia Solidária. A previsão é de que o término da parceria cause a demissão de todos eles, sem contar a paralisação do atendimento assistencial oferecido pelas unidades para 1.200 crianças e adolescentes em todas as regiões da cidade. Quem explica é o presidente do Provopar em Londrina, Fernando Henrique Ortiz.

O fim da parceria foi motivada por irregularidades encontradas pela prefeitura na prestação de contas do Provopar. Segundo levantamento feito pela Controladoria do município, nos últimos três anos, a entidade usou quase um milhão de reais de forma indevida, para o pagamento de multas, juros e pendências relacionadas à Previdência Social, e não na execução dos serviços previstos nos convênios. Ortiz, que assumiu o Provopar no ano passado, admite que há problemas, mas destaca que a prefeitura também errou por não fiscalizar de forma mais efetiva o andamento dos trabalhos.

A Secretaria Municipal de Assistência Social já enviou um convite para 17 entidades de todo o município, pedindo para que pelo menos parte delas assuma os serviços que vão ser entregues pelo Provopar. Atualmente, a prefeitura repassa cerca de 330 mil reais por mês pra manter as unidades Viva Vida, que correm um sério risco de fechar as portas caso nenhuma outra entidade se mostre interessada. Para o presidente do Provopar, tanto um como o outro cenário devem refletir em prejuízos para os atendidos.

O Provopar tem até o dia 31 de agosto pra entregar os serviços.

Veja também
16/07/2018
Prefeitura quer ofertar R$ 3 milhões em compras para pequenas empresas de Londrina e região
O objetivo é fazer com que licitações, que preveem aquisições de produtos para as áreas da saúde e educação, sejam disputadas por fornecedores locais, o que faria o dinheiro investido ficar na cidade.
16/07/2018
Após “bronca” do Gaeco e ação por improbidade, Comissão Processante da ZR3 volta a se reunir em dia decisivo
CP que investiga vereadores acusados de corrupção pretende passar toda esta segunda-feira ouvindo testemunhas convocadas pela defesa dos investigados. Parlamentares também devem ser interrogados.
16/07/2018
Advogados de acusados de jogarem mulher de 4º andar de prédio acreditam numa reviravolta do caso
Novos laudos confirmam que ferimentos encontrados na barriga da vítima não foram causados por um objeto cortante, o que vai na contramão do que apostava a polícia. Conclusão do inquérito deve sair nos próximos dias.
16/07/2018
Sobram vagas em abrigos noturnos de Londrina
Operação Noite Fria tem mais de 200 vagas por noite, mas poucos moradores de rua aceitam a abordagem social e preferem o relento por causa do uso de entorpecentes.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.