Londrina - AO VIVO
A Hora é Agora:
Julio Cesar
Ouvir
Publicado em 09/10/2019 às 19:09:00
Econorte retira lombadas, mas cancelas extras continuam funcionando no pedágio de Jataizinho
Concessionária diz que instalação dos equipamentos teve como objetivo garantir a segurança de motoristas e funcionários e tem respaldo no contrato de concessão.
Econorte retira lombadas, mas cancelas extras continuam funcionando no pedágio de Jataizinho

As lombadas foram retiradas pela Econorte na terça-feira, mas as cancelas extras, instaladas alguns metros antes da cabine de cobrança, seguem funcionando, apesar da notificação do DER. Na segunda-feira, o Departamento tinha informado que todos os equipamentos deveriam ser retirados. No dia seguinte, diante de uma solicitação da concessionária, o órgão concedeu um novo prazo, de 48 horas, para que a empresa justifique a necessidade de permanência das cancelas. O DER diz que a empresa precisa apresentar um estudo técnico sobre a necessidade de utilização dos equipamentos, e que, se aprovado, eles poderão então ser utilizados.

A gerente de Operações da Econorte, Regina Paiva, diz que os dois dispositivos foram instalados para tentar evitar a grande evasão do pedágio e aumentar a segurança, tanto de motoristas quanto de funcionários. A gerente da concessionária afirma que com relação às cancelas não existe proibição legal e o equipamento vai ser mantido. Regina Paiva explica ainda que os redutores de velocidade foram removidos, temporariamente, e a empresa vai apresentar ao DER um estudo para regularizar a situação, já que nesse caso existe legislação federal específica.

A concessionária também contratou seguranças particulares. Segundo a gerente de Operações, mais uma tentativa de garantir a integridade dos funcionários. Ela conta que as agressões verbais são constantes. Nesta quarta-feira, por exemplo, houve buzinaço por conta das filas maiores em determinados momentos e alguns motoristas mais exaltados.

Regina Paiva afirma ainda que um em cada quatro usuários da rodovia passa pelo pedágio sem pagar a tarifa e que os acidentes acabam sendo inevitáveis, como o que ocorreu poucos minutos depois do buzinaço.

De acordo com a gerente da Econorte, todos os dias cerca de sete mil veículos passam pela praça de pedágio de Jataizinho e que nas sextas-feiras é registrado o pico de movimento da semana e o tráfego aumenta consideravelmente.

O superintendente regional do DER, Marco Aurélio Sguario, diz que o órgão decidiu prorrogar o prazo, até esta quinta-feira, para que a empresa justifique a necessidade de permanência das cancelas e que os argumentos serão analisados pelo Departamento.

A tarifa de pedágio para carros em Jataizinho custa R$ 23,70 e é a mais cara de todo o estado.

Veja também
16/10/2019
Sanepar promete analisar todos os casos de denuncias no Procon sobre problemas nas faturas
Uma reunião na manhã da última quarta-feira estipulou um prazo de 30 dias para que as mais de 90 denuncias sejam atendidas pela Companhia de Saneamento.
16/10/2019
Em visita a Londrina governador diz que não pode interferir no valor dos pedágios até 2021
A região de Londrina tem um dos pedágios mais caros do estado.
16/10/2019
Ratinho Júnior participa da abertura do Lidere 2019
Evento promovido pela ACIL reúne aqui em Londrina, até esta quinta-feira, palestrantes de todo o país e mais de mil empresários da região.
16/10/2019
Governador defende a aprovação e economicidade com o fim da licença prêmio dos servidores
A lei foi aprovada em dois turnos na Alep na última terça-feira e será votado o texto final na próxima segunda-feira, depois vai para sanção do governador.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.