Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 06/12/2018 às 18:35:00
Dos 50 médicos convocados para assumirem os trabalhos na rede pública em Londrina apenas 20 preencheram as vagas
Os outros 30 desistiram e a prefeitura faz segunda chamada dos aprovados no último concurso.
Dos 50 médicos convocados para assumirem os trabalhos na rede pública em Londrina apenas 20 preencheram as vagas

A prefeitura de Londrina convocou 50 médicos das 55 vagas oferecidas no último concurso.

São vagas para médico da família, clínico geral, pediatra e ginecologista.

Dos 50 médicos convocados na primeira chamada, apenas 20 vão ocupar as vagas.

De acordo com o Secretário Municipal de Saúde, Felippe Machado, é comum que mesmo aprovados médicos desistam das vagas. Agora na segunda chamada é possível que as 50 vagas sejam preenchidas.

Ainda de acordo com Felippe Machado, a maior desistência foi para o cargo de clínico geral, com 20h de trabalho e conta com salário inicial de R$ 4,5 mil.

A intenção da prefeitura é que até janeiro os 50 profissionais estejam exercendo as atividades em Londrina.

Felippe ressalta que, além desses 50 médicos convocados existem novo médicos na rede municipal, os 10 médicos que ocuparam as vagas dos cubanos aqui na cidade, estão atuando dentro da normalidade já adaptados aos cargos.

O prazo final para os médicos aprovados no último concurso convocados em segunda chamada é dia 12 de dezembro.

Veja também
25/05/2019
Audiência Pública para discutir novo edital do transporte coletivo de Londrina tem baixa participação popular
Diretor de Transporte da CMTU diz que tarifa prevista no primeiro certame, não vale mais e que preço da passagem deve ficar próximo do atual, R$ 4,25.
24/05/2019
Mãe de Eduarda fala sobre a morte da filha e divulga arquivos da família, a garota de 11 anos foi estrangulada e assassinada, o pai é suspeito de cometer o crime
A ação ocorreu há um mês, o corpo da menina foi encontrado enterrado e amarrado nos fundos de uma propriedade do pai.
24/05/2019
Fim da obra na avenida Faria Lima fica para setembro
A empresa alegou dificuldade para terminar o serviço por conta da chuva e pediu um aditivo de mais quatro meses.
24/05/2019
ACIL afirma que vai recorrer da decisão que a obriga devolver R$ 500 mil para a prefeitura de Londrina
A entidade foi condenada pela justiça no caso da campanha LondriNatal de 1999.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.