Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 06/12/2018 às 18:35:00
Dos 50 médicos convocados para assumirem os trabalhos na rede pública em Londrina apenas 20 preencheram as vagas
Os outros 30 desistiram e a prefeitura faz segunda chamada dos aprovados no último concurso.
Dos 50 médicos convocados para assumirem os trabalhos na rede pública em Londrina apenas 20 preencheram as vagas

A prefeitura de Londrina convocou 50 médicos das 55 vagas oferecidas no último concurso.

São vagas para médico da família, clínico geral, pediatra e ginecologista.

Dos 50 médicos convocados na primeira chamada, apenas 20 vão ocupar as vagas.

De acordo com o Secretário Municipal de Saúde, Felippe Machado, é comum que mesmo aprovados médicos desistam das vagas. Agora na segunda chamada é possível que as 50 vagas sejam preenchidas.

Ainda de acordo com Felippe Machado, a maior desistência foi para o cargo de clínico geral, com 20h de trabalho e conta com salário inicial de R$ 4,5 mil.

A intenção da prefeitura é que até janeiro os 50 profissionais estejam exercendo as atividades em Londrina.

Felippe ressalta que, além desses 50 médicos convocados existem novo médicos na rede municipal, os 10 médicos que ocuparam as vagas dos cubanos aqui na cidade, estão atuando dentro da normalidade já adaptados aos cargos.

O prazo final para os médicos aprovados no último concurso convocados em segunda chamada é dia 12 de dezembro.

Veja também
10/12/2018
Pesquisa mostra que paranaenses podem terminar 2018 menos endividados
E o índice de inadimplência caiu no estado no mês passado.
10/12/2018
Morador volta a cobrar rede de esgoto em bairro da região oeste de Londrina
Ele alega que as fossas enchem rapidamente porque não podem ser tão profundas, no local o solo é rochoso.
10/12/2018
Zona Azul cogita operar por meio de aplicativos e os pagamentos poderão ser feitos com cartão de crédito
Hoje o usuário das vagas de estacionamento em diversos pontos de Londrina pode pagar somente em dinheiro e por hora.
10/12/2018
Servidores públicos de Bandeirantes denunciados por peculato e associação criminosa são presos
A justiça determinou a prisão preventiva de quatro servidores que já estavam afastados das atividades.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.