Londrina - AO VIVO
Manhã da Globo:
Julio Cesar
Ouvir
Publicado em 16/05/2018 às 19:29:00
Defesa Civil vai ganhar drones para uso em áreas de risco
Equipamento chega a Londrina já na próxima semana e vai ser usado em casos de enchentes, deslizamentos e outras situações de emergência em áreas de difícil acesso.
Defesa Civil vai ganhar drones para uso em áreas de risco

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil vai usar as chamadas Aeronaves Remotamente Pilotadas, os populares drones, para uso em áreas de risco, em casos de enchentes e deslizamentos, entre outros tipos de situações. Os 19 equipamentos foram doados pela Receita Federal e vão ser entregues a todas as 15 regionais da Defesa Civil no estado.

O tenente Justino, auxiliar da 3ª Coordenadoria Regional da Defesa Civil, cita o uso do drone no caso do desabamento do edifício no largo do Paisandú em São Paulo, no início do mês. E destaca que o equipamento tem diversas possibilidades de uso, mas uma coisa é certa vai agilizar e muito o trabalho da instituição em diversas frentes, como por exemplo em casos de vazamentos de produtos perigosos e de incêndios ambientais.

Outra vantagem dos drones em relação às aeronaves convencionais é que elas são mais práticas e baratas. Nesta quarta-feira, 24 profissionais do Corpo de Bombeiros, da PM e da Defesa Civil da capital, que vão trabalhar com o equipamento, concluíram um curso teórico e prático sobre como utilizar os drones. Na próxima semana, o curso vai ser em Cascavel, especificamente para os membros das regionais da Defesa Civil.

Dois profissionais da Coordenadoria de Londrina vão participar do treinamento. Segundo o tenente Justino, eles já voltam do curso com o equipamento.

A coordenadoria estadual da Defesa Civil já possuía três drones, que foram utilizados como teste, em operações em Paranaguá e em mapeamento de áreas dos Campos Gerais. Foi depois desses primeiros contatos que surgiu a ideia de ampliar a utilização dos equipamentos.

Veja também
24/09/2018
Juiz nega liminar e mantém sessão que absolveu Mário Takahashi e Rony Alves
Na decisão, magistrado afirma que vereador não teria legitimidade para propor o mandado de segurança e que anular a sessão seria uma violação à independência do Legislativo.
24/09/2018
Comissão dá parecer favorável ao Projeto de Iniciativa Popular que revoga a Lei do IPTU
Coordenador de Movimento se queixa da demora na tramitação da proposta e líder do Governo na Casa não fala em plano B, mas diz que o Município passa por problemas financeiros e a solução precisa ser discutida em várias frentes.
24/09/2018
Audiência pública vai discutir o futuro do transporte coletivo em Londrina
A intenção é debater os pontos principais do edital de licitação que será aberto para contratar a nova empresa que vai assumir o serviço a partir de 2019.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.