Londrina - AO VIVO
Momento de Fé:
Padre Marcelo Rossi
Ouvir
Publicado em 11/09/2018 às 17:25:00
CPI da Câmara de Rolândia, que investiga esquema de propina na Prefeitura, deve ser concluída até o fim da semana
Comissão investiga os mesmos fatos revelados em Operação do Gaeco e pode levar à abertura de uma Comissão Processante para investigar o Prefeito Luiz Francisconi.
CPI da Câmara de Rolândia, que investiga esquema de propina na Prefeitura, deve ser concluída até o fim da semana

A Comissão Parlamentar de Inquérito foi aberta pela Câmara de Vereadores de Rolândia, no dia 28 de maio, para investigar supostos crimes de corrupção ativa e passiva envolvendo o Prefeito Luiz Francisconi, o chefe de gabinete dele, Vitor Garcia, cinco secretários e o Procurador Geral do Município, além de uma servidora e empresários.

A denúncia apresentada à Câmara de Rolândia aponta para a cobrança de propina em troca da contratação de empresas pelo Município. A Comissão Parlamentar de Inquérito tinha 60 dias para investigar e concluir os trabalhos. Com a prorrogação do prazo por mais dois meses, o relatório final da CPI precisa ser apresentado até o próximo dia 28.

O presidente da Comissão, vereador Alex Santana, do PSD, diz que o relatório deve ser apresentado até o fim da semana e que a fase de depoimentos foi concluída na última sexta-feira com 14 pessoas ouvidas, entre elas os cinco secretários municipais. De acordo com o vereador, apenas o chefe de gabinete Vitor Garcia, não foi prestar depoimento.

O vereador afirma que, assim que for concluído, o relatório será enviado para o Ministério Público. O presidente da CPI diz que há diversas provas que apontam para o pagamento de propinas na administração municipal.

Alex Santana afirma ainda que a Comissão Parlamentar de Inquérito não tem poder para cassar o mandato do prefeito, apenas uma Comissão Processante, e diz que pela quantidade de provas e testemunhas os vereadores devem aprovar a abertura da CP.

Santana acredita que a Operação do Gaeco ratifica os trabalhos da CPI e deve auxiliar uma possível Comissão Processante.

No caso da instalação de uma CP, o prefeito Luiz Francisconi deve ser convocado.

Veja também
12/11/2018
Prefeitura encaminha à Câmara projeto de lei para simplificar licenciamento de obras
Segundo o Executivo, hoje mais de 2 mil processos de projetos estão na fila aguardando aprovação.
12/11/2018
Sema suspeita de incêndio criminoso na Fazenda Refúgio
O local estava sendo usado como depósito de galhos e troncos das árvores recolhidas depois dos temporais.
12/11/2018
Secretaria de Cultura de Londrina recebe inscrição de cinco projetos de Carnaval para 2019
No total serão disponibilizados no total até R$ 260 mil.
12/11/2018
Comissão de Infraestrutura cobra projetos de duplicação da PR-445 até Mauá da Serra
E espera até 30 de novembro os valores para os três grandes projetos das obras do Aeroporto que serão subdivididos.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.