Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 11/09/2018 às 17:25:00
CPI da Câmara de Rolândia, que investiga esquema de propina na Prefeitura, deve ser concluída até o fim da semana
Comissão investiga os mesmos fatos revelados em Operação do Gaeco e pode levar à abertura de uma Comissão Processante para investigar o Prefeito Luiz Francisconi.
CPI da Câmara de Rolândia, que investiga esquema de propina na Prefeitura, deve ser concluída até o fim da semana

A Comissão Parlamentar de Inquérito foi aberta pela Câmara de Vereadores de Rolândia, no dia 28 de maio, para investigar supostos crimes de corrupção ativa e passiva envolvendo o Prefeito Luiz Francisconi, o chefe de gabinete dele, Vitor Garcia, cinco secretários e o Procurador Geral do Município, além de uma servidora e empresários.

A denúncia apresentada à Câmara de Rolândia aponta para a cobrança de propina em troca da contratação de empresas pelo Município. A Comissão Parlamentar de Inquérito tinha 60 dias para investigar e concluir os trabalhos. Com a prorrogação do prazo por mais dois meses, o relatório final da CPI precisa ser apresentado até o próximo dia 28.

O presidente da Comissão, vereador Alex Santana, do PSD, diz que o relatório deve ser apresentado até o fim da semana e que a fase de depoimentos foi concluída na última sexta-feira com 14 pessoas ouvidas, entre elas os cinco secretários municipais. De acordo com o vereador, apenas o chefe de gabinete Vitor Garcia, não foi prestar depoimento.

O vereador afirma que, assim que for concluído, o relatório será enviado para o Ministério Público. O presidente da CPI diz que há diversas provas que apontam para o pagamento de propinas na administração municipal.

Alex Santana afirma ainda que a Comissão Parlamentar de Inquérito não tem poder para cassar o mandato do prefeito, apenas uma Comissão Processante, e diz que pela quantidade de provas e testemunhas os vereadores devem aprovar a abertura da CP.

Santana acredita que a Operação do Gaeco ratifica os trabalhos da CPI e deve auxiliar uma possível Comissão Processante.

No caso da instalação de uma CP, o prefeito Luiz Francisconi deve ser convocado.

Veja também
17/01/2019
Entidades comemoram redução de taxas do Detran e dizem que valores altos cobrados no Paraná impactavam nas vendas do setor
O chamado Registro Eletrônico de Financiamento de Veículos custava R$ 350 aqui no estado, enquanto em São Paulo o valor cobrado no ano passado era de pouco mais de R$ 116.
17/01/2019
Presidente da Sercomtel afirma que não há garantia de aporte de recursos pela Copel
Cláudio Tedeschi diz que possibilidade mais concreta é de um repasse da Prefeitura, de cerca de R$ 30 milhões, como pagamento de uma dívida com a operadora. Plano de Recuperação da empresa, segundo presidente, segue sujeito a alterações.
17/01/2019
Comissão Processante notifica Justiça sobre “sumiço” do prefeito de Rolândia e pede para que ele seja preso
Na avaliação da CP, Luiz Francisconi estaria fora da cidade há mais de oito dias e, assim, teria descumprido medidas cautelares estabelecidas em ação criminal. Prefeito, que está afastado das funções, é investigado por suposta participação em esquema de c
17/01/2019
Sanepar vai fazer estudo hidráulico pra evitar com que tubulações voltem a se romper no centro de Londrina
Trabalhos de prevenção são reflexo de acidente que deixou 25 mil imóveis da região sem água na quarta-feira. Sistema também deve receber uma proteção, de acordo com a companhia.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.