Londrina - AO VIVO
Manhã da Globo:
Julio Cesar
Ouvir
Publicado em 12/10/2017 às 18:37:00
Cohab prepara anúncio de 1.500 novas moradias populares em Londrina
Sem novas construções desde o ano passado, município quer focar em um outro eixo do programa Minha Casa, Minha Vida para retomar projetos que, atualmente, estão parados. Falta de repasses e ocupações podem atrapalhar.
Cohab prepara anúncio de 1.500 novas moradias populares em Londrina

Londrina está sem anunciar uma grande construção do programa federal “Minha Casa, Minha Vida” desde o ano passado. As que estão em andamento estão paralisadas ou por conta de ocupações de famílias, caso do residencial Flores do Campo, na zona norte, ou pela falta de repasses do governo para a conclusão dos trabalhos, caso do empreendimento localizado no conjunto Jamile Dequech, na região sul. Sem poder captar novos recursos por causa da série de impasses, a Companhia de Habitação do Município pretende focar em um outro eixo do programa federal para retomar projetos que, atualmente, estão parados, à espera de investimento. A ideia é investir na construção de novas casas utilizando o FGTS dos contemplados, já que pelo FAR, o Fundo de Arrendamento Residencial, os recursos seguem bloqueados.

O presidente da Cohab, Marcelo Cortez, garante que o município já prepara um grande anúncio envolvendo a construção de 1.500 novas moradias populares na cidade, todas pelo FGTS, de até 100 mil reais cada e voltadas para o principal público do programa, que são as famílias que ganham até três salários mínimos.

Paralelo a este projeto de retomada das construções, a Cohab investe na retirada de famílias das ocupações irregulares. Nesta semana, cerca de 20 delas foram removidas de um terreno no jardim Santa Mônica, na zona norte. Na próxima semana, deve ser cumprida a ordem de reintegração de posse de um terreno do jardim Cancun, também na região norte, onde pelo menos 15 famílias continuam com a ocupação.

A Cohab também espera pela reintegração de posse do Flores do Campo, que, na avaliação de Marcelo Cortez, pode ajudar o município a retomar ainda mais investimentos.

Veja também
24/09/2018
Juiz nega liminar e mantém sessão que absolveu Mário Takahashi e Rony Alves
Na decisão, magistrado afirma que vereador não teria legitimidade para propor o mandado de segurança e que anular a sessão seria uma violação à independência do Legislativo.
24/09/2018
Comissão dá parecer favorável ao Projeto de Iniciativa Popular que revoga a Lei do IPTU
Coordenador de Movimento se queixa da demora na tramitação da proposta e líder do Governo na Casa não fala em plano B, mas diz que o Município passa por problemas financeiros e a solução precisa ser discutida em várias frentes.
24/09/2018
Audiência pública vai discutir o futuro do transporte coletivo em Londrina
A intenção é debater os pontos principais do edital de licitação que será aberto para contratar a nova empresa que vai assumir o serviço a partir de 2019.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.