Londrina - AO VIVO
Momento de Fé:
Padre Marcelo Rossi
Ouvir
Publicado em 08/02/2018 às 19:15:00
Câmara quer explicações sobre a falta de regularização do condomínio do prefeito de Londrina
No centro das atenções do Ministério Público, Marcelo Belinati teria pagado um IPTU bem menor do que outras regiões da cidade.
Câmara quer explicações sobre a falta de regularização do condomínio do prefeito de Londrina

Os vereadores aprovaram durante a sessão desta quinta-feira um pedido de informações sobre a suposta falta de regularização de condomínios residenciais, inclusive onde mora o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati. A medida foi tomada depois que o Ministério Público indicou possíveis irregularidades do valor avaliado do IPTU da casa de Belinati do que realmente foi lançado. Segundo os promotores, o gestor pagou R$ 200 pelo metro quadrado, enquanto a verificação foi de R$ 500 pelo mesmo tamanho.

As explicações foram solicitadas pela Mesa Executiva da Casa. O reajuste da Planta Genérica de Valores foi aprovado em setembro pelo Legislativo. No início do ano, com a chegada dos carnês, a população reclamou da modificação, alegando que ela é exorbitante. Muitos contribuintes recorreram à Justiça para anular a cobrança. O caso movimentou até dois deputados estaduais, que entraram com ações no Tribunal de Justiça para invalidar a mudança.

De acordo com o presidente da Câmara, vereador Ailton Nantes, do PP, não houve falta de cuidado na hora de analisar o projeto do Executivo.

O pepista afirmou que os vereadores apenas tiveram acesso aos anexos da proposta que está disponível no site da Câmara.

A prefeitura tem 15 dias para responder os questionamentos da Câmara. O prazo pode ser prorrogado pelo mesmo período se houver necessidade. 

Veja também
22/10/2018
Verão vai ser de chuva acima da média e temporais ainda mais intensos que os da semana passada, por causa do “El Niño”
Especialista diz que é cada vez mais difícil prever a intensidade das chamadas tempestades de verão e atribui boa parte do problema à derrubada das florestas do estado.
22/10/2018
Investigação de morte de servidora do HU de Londrina ainda é tratada em sigilo
Lucélia Pires Ferreira de 56 anos foi encontrada morta na represa Capivara, no início desse mês, um dia depois de ter sido dada como desaparecida pela família.
22/10/2018
Prefeitura faz leilão de bens nesta terça-feira
Expectativa é arrecadar mais de R$ 400 mil com os 143 lotes, que têm desde caminhões até sucatas de equipamentos como motores e bombas.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.