Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 12/02/2018 às 17:46:00
Câmara promete pedir informações sobre recape asfáltico para a prefeitura mensalmente
A iniciativa foi motivada pela negativa da Secretaria de Obras de disponibilizar essas informações online para a população.
Câmara promete pedir informações sobre recape asfáltico para a prefeitura mensalmente

O executivo alegou que não tem condições de disponibilizar o cronograma de recape asfáltico de Londrina no site da prefeitura, como propunha o projeto de lei de autoria do vereador Felipe Barros. A proposta havia passado por comissões temáticas da Casa no ano passado, mas agora foi rejeitada pela prefeitura.

Diante da negativa, o vereador afirma que emitir um ofício mensal pedindo as informações à Secretaria. O objetivo é saber como está sendo planejada a recuperação asfáltica e como está sendo investido o dinheiro municipal neste setor. 

Barros destaca que são várias as reclamações de buracos nas ruas de Londrina. Por isso, a necessidade da população saber qual é a previsão de reparo na via onde mora.

De acordo com o Secretário Municipal de Obras, João Verçosa, o município não tem datas determinadas para começar os projetos de recape das ruas, porque depende de dinheiro estadual, por meio de um convênio com o Paraná Cidade. Atualmente, segundo ele, Londrina está apenas com o serviço de tapa buracos. 

Veja também
10/12/2018
Pesquisa mostra que paranaenses podem terminar 2018 menos endividados
E o índice de inadimplência caiu no estado no mês passado.
10/12/2018
Morador volta a cobrar rede de esgoto em bairro da região oeste de Londrina
Ele alega que as fossas enchem rapidamente porque não podem ser tão profundas, no local o solo é rochoso.
10/12/2018
Zona Azul cogita operar por meio de aplicativos e os pagamentos poderão ser feitos com cartão de crédito
Hoje o usuário das vagas de estacionamento em diversos pontos de Londrina pode pagar somente em dinheiro e por hora.
10/12/2018
Servidores públicos de Bandeirantes denunciados por peculato e associação criminosa são presos
A justiça determinou a prisão preventiva de quatro servidores que já estavam afastados das atividades.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.