Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 11/01/2018 às 17:17:00
Audiência pública do projeto Escola sem Partido deve ocorrer no primeiro semestre de 2018
No ano passado, proposta foi enviada para análise de várias entidades e permaneceu com a tramitação suspensa na Câmara.
Audiência pública do projeto Escola sem Partido deve ocorrer no primeiro semestre de 2018

O texto foi apresentado em fevereiro de 2017 pelo vereador Filipe Barros, do PRB, na Câmara Municipal. Desde então, foi enviado para apreciação de mais de 20 entidades de Londrina. Algumas se manifestaram contra o Escola sem Partido, como a Universidade Estadual de Londrina, que considerou o projeto desnecessário. Em abril, a secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, citou que a iniciativa era redundante.

Em outubro, Barros suspendeu a tramitação da proposta. O parlamentar aguarda a apresentação do relatório final da Comissão Especial do Escola sem Partido na Câmara dos Deputados antes de realizar uma audiência pública em Londrina.

Segundo o vereador, o conteúdo do Escola sem Partido não sofreu grandes alterações ao longo do ano passado. O programa prevê que o professor não poderá promover as próprias opiniões, concepções ou ideologias em sala de aula, não fará propagando política ou incitará os alunos a participarem de manifestações, atos públicos ou passeatas, dentre outras obrigações. 

Veja também
10/12/2018
Pesquisa mostra que paranaenses podem terminar 2018 menos endividados
E o índice de inadimplência caiu no estado no mês passado.
10/12/2018
Morador volta a cobrar rede de esgoto em bairro da região oeste de Londrina
Ele alega que as fossas enchem rapidamente porque não podem ser tão profundas, no local o solo é rochoso.
10/12/2018
Zona Azul cogita operar por meio de aplicativos e os pagamentos poderão ser feitos com cartão de crédito
Hoje o usuário das vagas de estacionamento em diversos pontos de Londrina pode pagar somente em dinheiro e por hora.
10/12/2018
Servidores públicos de Bandeirantes denunciados por peculato e associação criminosa são presos
A justiça determinou a prisão preventiva de quatro servidores que já estavam afastados das atividades.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.