Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 11/01/2018 às 17:17:00
Audiência pública do projeto Escola sem Partido deve ocorrer no primeiro semestre de 2018
No ano passado, proposta foi enviada para análise de várias entidades e permaneceu com a tramitação suspensa na Câmara.
Audiência pública do projeto Escola sem Partido deve ocorrer no primeiro semestre de 2018

O texto foi apresentado em fevereiro de 2017 pelo vereador Filipe Barros, do PRB, na Câmara Municipal. Desde então, foi enviado para apreciação de mais de 20 entidades de Londrina. Algumas se manifestaram contra o Escola sem Partido, como a Universidade Estadual de Londrina, que considerou o projeto desnecessário. Em abril, a secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, citou que a iniciativa era redundante.

Em outubro, Barros suspendeu a tramitação da proposta. O parlamentar aguarda a apresentação do relatório final da Comissão Especial do Escola sem Partido na Câmara dos Deputados antes de realizar uma audiência pública em Londrina.

Segundo o vereador, o conteúdo do Escola sem Partido não sofreu grandes alterações ao longo do ano passado. O programa prevê que o professor não poderá promover as próprias opiniões, concepções ou ideologias em sala de aula, não fará propagando política ou incitará os alunos a participarem de manifestações, atos públicos ou passeatas, dentre outras obrigações. 

Veja também
18/06/2018
Instituto de Pesos e Medidas fiscaliza radares móveis da CMTU
Fiscalização do órgão também vistoriou tacógrafos de mais de 300 caminhões, ônibus e vans, e dez motoristas foram multados.
18/06/2018
Suspeita de vantagem indevida para licença de pontos de food trucks leva vereador a questionar fiscalização pela prefeitura de Londrina
Denuncias chegaram a Câmara pelos próprios empresários do setor que não entendem como algumas pessoas passam à frente da lista de vagas da CMTU.
18/06/2018
Receita Estadual entrega documentação ao Ministério Público para apurar abusos nos reajustes dos combustíveis durante a greve dos caminhoneiros
Os donos de postos podem responder por crime contra a economia popular e as relações de consumo.
18/06/2018
Projeto nacional da Serasa traz caminhão itinerante para Londrina
Cidade tem quase um terço da população com algum tipo de inadimplência, número acima da média nacional. No caminhão, consumidor tem acesso a serviços como consulta do CPF, pontuação de crédito e o chamado Cadastro Positivo.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.