Londrina - AO VIVO
:
Ouvir
Publicado em 10/07/2018 às 18:25:00
Após onda de furtos, Hospital do Câncer reforça segurança de cofrinhos em estabelecimentos
Compartimentos vão passar a ficar presos por corrente de aço aos caixas e grades dos comércios. Instituição também está atrás de dinheiro pra reparar prejuízo de incêndio, calculado em 300 mil reais.
Após onda de furtos, Hospital do Câncer reforça segurança de cofrinhos em estabelecimentos

Nem os cofrinhos do Hospital do Câncer de Londrina estão sendo perdoados pelos ladrões. Nos últimos dias, pelo menos três compartimentos, que ficam espalhados pelos estabelecimentos de toda a região à espera de doações para a instituição, foram levados pelos criminosos. Em dois dos casos, a ação foi flagrada por câmeras de segurança. As mulheres chegam e se aproveitam da distração dos funcionários pra fugirem levando os cofres. A onda de furtos fez o hospital agir, e melhorar a segurança dos compartimentos, que vão passar a ficar presos por correntes de aço aos caixas e grades dos comércios. Uma iniciativa que beira o absurdo, mas que foi necessária dada as circunstâncias. Quem explica é o gerente de Marketing do hospital, Fábio Maneiro.

O hospital também pretende aumentar o número de cofrinhos no comércio em resposta aos atos criminosos. Mais de três mil deles vão ser distribuídos por integrantes do Tiro de Guerra no mês que vem. Este foi o jeito encontrado pra mostrar aos ladrões como as doações feitas por meio dos cofres são importantes para a renda da instituição, que sobrevive justamente graças à ajuda da comunidade.

O incêndio que atingiu uma das alas do Hospital do Câncer também preocupa a direção. O prejuízo causado pelas chamas chega a 300 mil reais. O gerente garante que boa parte das despesas vão ser cobertas pelo seguro, apesar de admitir que alguns mobiliários vão ter que ser comprados pela própria instituição.

Veja também
01/11/2019
Período da Piracema começa nesta sexta-feira
Durante quatro meses, é proibido pescar nos rios do Paraná.
01/11/2019
PM cumpre ordem de reintegração de posse da fazenda Palheta em Alvorada do Sul
Os integrantes do MST ocupavam a área desde 2010.
31/10/2019
Garoto de 15 anos suspeito de ter matado a própria mãe e depois tentado matar o padrasto a facadas diz não se lembrar do que fez
Ele foi pego pela polícia perto da escola e na mochila foram encontradas a possível arma do crime e uma máscara de “Dia das Bruxas”.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.