Londrina - AO VIVO
Manhã da Globo:
Julio Cesar
Ouvir
Publicado em 12/10/2017 às 18:36:00
Acesf consegue liberação de dinheiro para recapear asfalto de cemitérios em Londrina
Serviço vai ser feito de duas maneiras: com a reforma das vias que já existem e a construção do zero de asfalto nos cemitérios dos distritos rurais. Obras vão custar R$ 150 mil.
Acesf consegue liberação de dinheiro para recapear asfalto de cemitérios em Londrina

O serviço vai ser realizado em todos os cemitérios da cidade, com atenção especial àqueles que ficam nos distritos rurais do município, que, segundo o superintendente da Acesf, Douglas Pereira, ainda não têm vias de acesso asfaltadas, o que dificulta a locomoção de pessoas durante as visitas e enterros. Com a liberação dos R$ 150 mil, provenientes do pagamento da taxa de manutenção dos cemitérios, a Acesf vai conseguir construir o asfalto nestas áreas mais afastadas e, também, reformar as imperfeições mais graves nas vias de acesso dos cemitérios urbanos.

Os 150 mil reais vão ser gastos na compra do material necessário para a realização das obras. Já o serviço vai ser feito pelo Cindepar, o Consórcio de Inovação e Desenvolvimento do Estado, do qual Londrina faz parte desde julho deste ano. O superintende da Acesf informa que todos os detalhes do serviço vão ser discutidos numa reunião marcada para a próxima quinta-feira, e que as obras, apesar de já bem encaminhadas, devem ficar só para o próximo ano.

A Acesf também já começou os preparativos para o Dia de Finados, data religiosa que deve atrair mais de cem mil pessoas para os cemitérios em Londrina.

Veja também
21/02/2018
Câmara quer reunião com entidades para discutir revogação de plebiscito da Sercomtel
Leis aprovadas na década de 90 e em 2009 estabelecem consulta popular para decisões que envolvam situação financeira da telefonia
21/02/2018
CMTU modifica vias do Parque Guanabara para aliviar o trânsito na Avenida Higienópolis
Os trabalhos envolvem mudança de sentido em duas ruas e proíbe conversões à esquerda de outras duas pistas.
21/02/2018
Vereadores afastados ganham mais tempo para contestar pedido de cassação na Câmara Municipal
Defesas de Mário Takahashi e Rony Alves têm até março para responder acusações de Filipe Barros, que quer revogação dos mandatos.
21/02/2018
Justiça bloqueia bens de servidor que teria superfaturado contratos da Santa Casa de Cambé
Segundo o Ministério Público, irregularidades teriam acontecido entre 2004 e 2012. Acusado tem duas semanas para apresentar defesa.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.